Um mundo de mudanças

A mudança é inerente à vida. Onde existe vida animal, vegetal ou humana, é necessário passar por ciclos e estações de mudanças. Nesta era em que vivemos, as mudanças nos processos culturais, comerciais, sociais e tecnológicos são ainda mais aceleradas. Se você não gosta de mudanças, terá sérios problemas com o tempo presente. Definitivamente, o mundo que deixaremos para nossos filhos e netos será muito diferente de como o conhecemos hoje. O fato é que, desde a civilização romana, já se sentenciava: tempora mutantur, nos et mutamur in illis, ou seja: “os tempos mudaram e nós mudamos com eles”. Quem não mudar, pode se preparar para se isolar, perder e até morrer.

A sociedade mudou e está mudando – se para melhor ou pior, será sempre uma questão relativa. No entanto, creio que sempre conviveremos com as duas realidades. Essas mudanças à nossa volta são constantes e cada vez mais rápidas, e nem todas são positivas. Penso que podemos fazer hoje muitas projeções sobre o futuro da sociedade mundial, mas se formos sóbrios e sensatos, vamos admitir que não passarão de especulações.

Um fator interessante sobre as mudanças é a velocidade e intensidade com que acontecem. Há tempos atrás, as mudanças eram mais sutis e emitiam sinais mais perceptíveis. Se você tem mais de 45 anos, por exemplo, se lembrará bem de como foi o processo da queda do comunismo na Europa, a unificação da Alemanha e a queda da URSS.

Podemos pensar por exemplo, em quantas mudanças estão sendo geradas em nosso país, desde que a operação Lava Jato da Polícia Federal entrou em ação. Hoje em sua 60ª fase, continua prendendo corruptos, sejam empresários, magistrados ou políticos. E como vivemos em um mundo completamente interligado, quase 20 países já começaram a apurar judicialmente supostos recebimentos de propinas por parte de grandes empresas denunciadas pela operação brasileira, que também influenciou grandemente o processo eleitoral no Brasil do ano passado. Todos sabemos e sentimos os efeitos destas mudanças no dia a dia; estamos todos conectados nesta “world wild web”! Em minha opinião, a tecnologia e, em especial a internet, continuarão influenciando o mundo para grandes mudanças e gerando muita instabilidade. Não param de chegar notícias de turbulência na economia, política, clima e religião.

Como vamos viver e conviver nesta época, sem perder a essência da nossa humanidade? Jesus afirmou por 3 vezes: “Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão” (Marcos 13:31). Alimente-se diariamente do que é estável em um mundo instável. Tudo mudará e passará, e vamos continuar mudando, então, permaneça firme nos princípios de vida da Bíblia. Veja Israel, uma nação de tantas mudanças, em que o valor da Bíblia é visível em todas as suas decisões, uma nação que alia o mais alto desenvolvimento tecnológico com a confiança nas promessas da Palavra de Deus, feitas ao seu patriarca Abrão, o pai da fé judaica e cristã.

Martinho Lutero, monge agostiniano convertido à fé reformada, quando compôs seu hino Castelo Forte, lembrou: “Embora a vida vá, sei que a Palavra ficará. Sabemos com certeza!” Em dias de mudanças e instabilidade, você poderá não controlar muitas coisas, mas saiba que a única coisa que poderá controlar é o quanto você confiará em Deus, a despeito das circunstâncias da vida..

Coisas ruins acontecem com pessoas boas

Sou uma pessoa otimista, mas não ingênuo. Dias difíceis chegarão – como infelizmente vivemos na última semana no Brasil, com notícias de Brumadinho. Por vezes não entendemos e explicamos todos os acontecimentos da vida! Há dias muito difíceis, até impensáveis, em que a injustiça, a ganância e negligência dos homens (como parece ter sido o caso da segunda tragédia sob a administração da mineradora Vale) ou a nossa própria fragilidade humana batem à nossa porta.

Como são os dias difíceis para você? Como está a sua fé? Acredite, este assunto é mais importante do que você imagina, pois gera implicações na forma como você vive sua vida, encarando todos os cenários, sejam eles pessoais ou nacionais. Nossa paz exterior está completamente ligada à nossa paz interior. Não se trata de uma fé em nós mesmos, tampouco de fé na fé. Não se trata de uma fé fundamentalista. Precisamos de uma fé viva, racional e espiritual, equilibrada, com paz e bom senso. Uma fé depositada em Deus e em seu poder e soberania, que é para o bem de toda a sociedade, pois gera amor, reconstrução, respeito e equilíbrio com a vida e o próximo. Jesus não disse que a vida na Terra seria fácil, mas que estaria conosco em todos os momentos. Depois que Ele subiu aos Céus, nos enviou seu Espírito Santo, para estar conosco e, inclusive, nos consolar nos momentos mais difíceis da vida.

Sem o fator fé, toda a sociedade sucumbiria. Isso é tão verdade, que pessoas são capazes de depositar uma fé cega em si mesmas, em sistemas políticos, até mesmo em técnicas e soluções humanas para todo tipo de problemas, que nem sempre correspondem às expectativas. Há gente demais confiando plenamente em empresas, instituições ou algo que é, meramente, humano e, portanto, imperfeito. Está escrito: “Assim diz o Senhor: Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do Senhor. Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nele está. Ele será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansiosa no ano da seca nem deixará de dar fruto” (Jeremias 17.5-8).

Quem confia somente em si mesmo – não que a autoconfiança seja maléfica, mas, sim, o orgulho – acaba em sequidão, solidão e perda. No entanto, a boa notícia é: aquele que deposita fé em Deus é abençoado e frutífero. A fé não é sobre uma conduta, é sobre o poder para uma nova vida. Tenha autoconfiança, mas não confie cegamente em si mesmo, na sua formação, intelecto ou bens. Podemos confiar em Deus e no cuidado Dele. Tenha uma fé consciente e deposite em Deus, através da Bíblia Sagrada, suas decisões de fé diariamente. Isso abençoará a sua vida e será uma peça para que toda a nossa sociedade seja edificada para melhores tempos. Escolha a fé!.