A importância da fé em dias de crise

Quando falo de fé em Deus, em seu conceito bíblico e cristão mais amplo, não me refiro apenas às definições associadas à igreja local, católica ou evangélica, pentecostal ou protestante, carismática ou tradicional. Ao falar de “fé em Deus”, refiro-me a um relacionamento espiritual com Ele, algo que não podemos ver ou tocar, mas que podemos receber e desenvolver. A definição bíblica mais objetiva e conhecida de fé vem do autor da carta aos hebreus: “Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos” (Hebreus 11:1). Na perspectiva bíblica, não temos fé ao ver para crer depois, mas crendo para então ver.

Nestes tempos tão desafiadores, em que nos vemos com 60 dias de isolamento social, não devemos viver um isolamento espiritual e emocional. Será mesmo que quem tem fé vive mais e melhor? Pesquisadores têm chegado cada vez mais à conclusão de que sim, a despeito de todo preconceito que o tema ainda enfrenta no meio acadêmico. Particularmente, creio que a fé saudável ajuda muito as pessoas; sinto isto em minha própria qualidade de vida e na de outros. Lendo uma entrevista do Dr. Harold G. Koening, que publicou mais de 300 artigos e de 40 livros sobre o assunto, me deparei com sua tese lúcida, clara e brilhante, que mostra como a fé ajuda as pessoas em diversos aspectos da vida, reduz o stress, gera conforto em momentos difíceis e leva o indivíduo a assimilar hábitos saudáveis.

Em síntese, Koening aponta que a fé nos ajuda a viver melhor por três pontos. O primeiro deles é que a fé atribui significado à vida, ou seja, ela gera uma vida com propósitos. De fato, a fé em Deus nos leva a compreender que não estamos aqui por acaso, mas fomos criados para servir. Na fé cristã, nosso modelo é Jesus: mesmo sendo Deus, veio à Terra servir e ensinar que devemos viver para além de nós mesmos. Assim, a fé nos ajuda nas decisões diárias, facilita a vida e reduz esforços desnecessários.

Koening também aponta que a fé gera relacionamentos e sociabilidade – uma afirmação totalmente coerente. Pessoas de fé tendem a se unir em grupos para ajudar em causas comuns.

Por fim, o cientista defende que a fé proporciona em geral hábitos mais saudáveis, como ingerir menos álcool, evitar o fumo, não realizar sexo de risco e promíscuo com múltiplos parceiros. A fé combate até mesmo o sedentarismo e faz com que pessoas se mexam mais! A fé cristã e os hábitos emocionais saudáveis recomendados por ela trazem muitos benefícios.

Portanto, viva mais e viva melhor. Viva diariamente professando uma fé verdadeira, ainda mais neste tempo de isolamento. Vamos vencer com fé! Com Jesus tudo vai ficar bem!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *