Saiba superar as suas perdas

No último dia 2 de novembro celebramos o dia de Finados, uma data especial dedicada à memória dos queridos que partiram. É um dia celebrado em todo o mundo, em diferentes datas, justamente porque todos já perdemos alguém que amamos.

A morte é inerente à vida, mas de certa forma, não sabemos lidar bem com ela quando atinge diretamente o nosso coração. Machado de Assis, o grande poeta brasileiro, disse: “Um homem consola-se, mais ou menos, das pessoas que perde.” Dentro da perspectiva humana, concordamos plenamente com ele. Ao viver a perda de uma pessoa amada, ninguém será completamente consolado apenas por meio de técnicas conhecidas por homens. Eu creio que somente em Deus é possível encontrar o real consolo e a reparação destas perdas. Somente Nele há o real aprendizado de como lidar com essa situação, do contrário, ficaremos para sempre lidando com um vazio. Existem perdas na vida, em especial as relacionadas ao luto, que somente pela ação sobrenatural de Deus conseguimos suportar e superar, mas a boa notícia é que conseguimos. E justamente por isto, Ele nos deu seu Espírito Santo, que chamou de Consolador.

Os sentimentos que envolvem essa realidade são difíceis de lidar. A dor de perder distorce nossa maneira de ver e de viver. Para tentar dominar a dor da perda e o medo de que ela aconteça de novo, usamos de mecanismos, dos mais diversos. Acontece que tais saídas podem não ser saudáveis. Muito pelo contrário, elas incorrem o risco de se tornarem verdadeiras prisões emocionais.

Em Hebreus 9:27, aprendemos que ao homem está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disto o juízo de Deus, não existindo mais conexão entre vivos e mortos. O Evangelho de Jesus não fala sobre outra vida terrena, além desta. Por isto precisamos amar e viver em paz e amor com todos, porque lidar com o remorso pode ser um grande fardo.

Podemos aprender a lidar com as perdas e aprender a ganhar com elas! Estamos falando muito sério quando fazemos tal afirmativa: cada perda pode se transformar em um grande ganho. Tudo depende do modo como se lida com elas. Decida buscar pela fé, após as perdas da vida, o crescimento. Ore a Deus, leia a Bíblia, converse com pessoas de fé, abra seu coração e desabafe, o processo de perda pode ser pedagógico e terapêutico, mas você precisa atravessá-lo. Se você passa por um momento difícil de perda, indico a leitura do livro “Supere Suas Perdas” (Editora Inspire), escrito por mim e em coautoria com a pastora e psicóloga Leila Paes. Prevalecer é superar suas perdas! Você não é a sua perda, sua dor não pode ser sua identidade..

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *